Viver para além das demandas da existência

            



SAÚDE TOTAL

CONVERSAS PSICANALÍTICAS COM O DR. EDUARDO BAUNILHA

Viver para além das demandas da existência

Quem nunca, mesmo de “brincadeira” não já proferiu frases como estas: “Nossa, tá tão ruim tudo que tenho vontade de morrer”, ou, “estou com vontade de matar você”.

Estas falas indicam que estamos insatisfeitos com a vida por causa dos problemas sem fim que esta nos impõe. E, na realidade, não está fácil conviver com tantas demandas. Não temos alívio e a vida, para muitos, senão para todos, está insustentável, cansativa demais. Não podemos negar.

Dia a dia a criminalidade aumenta, as pessoas tornam-se mais indiferentes às necessidades do outro, vazias, egoístas. O trânsito está caótico, o trabalho enfadonho e não traz motivação, deixando-nos assustados.

Diante da exaustão oriunda de tudo isso, muitas vezes, acreditamos que a morte pode ser uma saída. Mas será que não temos outros recursos para lidar com toda esta gama de situações difíceis que nos assediam?

Precisamos ter coragem: Ser corajoso é entender que a vida é mais do que ela se apresenta em um momento ruim, por isso vale a pena continuar. Enfrentar a realidade é ter coragem, mesmo que em alguns momentos tenhamos o falso sentimento que estamos sendo vencidos.

Precisamos ter um ou mais objetivos: O que é uma vida sem metas possíveis a serem alcançadas? Vasculhemos em nossas lembranças para descobrirmos quais são os sonhos que desejamos que se tornem realidade. Será que não vale a pena lutarmos por eles?

Precisamos entender que não temos que controlar tudo: Na verdade, os questionamentos devem ser: por que temos que controlar tudo? Será que temos recursos e forças para isso? Diante da resposta que dermos, verificaremos e confirmaremos o porquê que estamos tão cansados. Tudo tem sua hora.

Precisamos entender que o outro é importante para mim: Ter uma rede de apoio é imprescindível em tempos como este. É real o fato de que está difícil ter relações saudáveis, mas não seria interessante estarmos sempre abertos para novos relacionamentos interpessoais?

Precisamos entender que o cuidado com o corpo tem que ser uma prioridade: Nossa vida está muito corrida e tal dinâmica tem dificultado nossa relação com os cuidados com o corpo. Estamos ganhando vantagem ou perdendo com isso? Precisamos responder esta pergunta, pois estando de bem com nossa saúde, possibilitaremos uma melhor relação com nossa mente, consequentemente, teremos decisões mais equilibradas e assim, uma vida um pouco mais tranquila, o que possibilitará um enfrentamento mais significativo com a realidade.

Evidentemente que existem diversos outros recursos que precisamos buscar para entendermos que a resposta para a pergunta do título não deva ser positiva. Sendo assim, dar passos em rumo a estes recursos é um caminho bastante sensato.

Um fortíssimo abraço para você. Até a próxima!


Post a Comment

Sejam bem-vindos à Cellebriway.
A sua Revista Eletrônica

Postagem Anterior Próxima Postagem