O artista conceitual Otamy abre a exposição "Portas e Portais, Espaço - Tempo - Infinito", trazendo o objeto porta como metáfora e provocação, no Centro Cultural Correios RJ

  O artista conceitual Otamy abre a exposição "Portas e Portais, Espaço - Tempo - Infinito", trazendo o objeto porta como metáfora e provocação, no Centro Cultural Correios RJ


Mostra individual busca o questionamento do objeto pelas mãos do arquiteto de ideias Otamy, com curadoria de Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez.


Divulgação


O artista conceitual Otamy  abre a exposição "Portas e Portais, Espaço - Tempo - Infinito ", no Centro Cultural Correios RJ, com curadoria de Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez, no dia 17 de setembro, onde o título da mostra é uma metáfora, uma provocação, trazendo a porta não apenas como objeto, mas como conexão, vínculo, passagem, como elemento que pode simbolizar aberturas e finalizações, começos e despedidas. Ou mais além, a porta como eixo conceitual que consolida em si, como matéria, objeto e arquitetura, a delicada concisão que une dois movimentos supostamente díspares: abrir e fechar.  


 

Otamy busca, nessa mostra individual, o questionamento do objeto, do espaço e das linguagens artísticas tradicionais, visando à invenção de novas poéticas. Desde suas primeiras pesquisas, quando elabora um desenho, ele está discutindo o objeto, ressignificando portas, janelas, frigideiras e tantos outros objetos urbanos pertencentes ao universo popular. Nesse processo que marca seu trabalho, discute as diversas possibilidades de linguagens plásticas e o próprio fazer artístico.



Divulgação



DIÁLOGOS


Nesse sentido, a partir de uma afirmação e de um desejo utópico de abertura de caminhos e reestruturação discursiva, surge no subsolo a dúvida  retumbante, se isso ainda é possível atualmente. Portas ainda são passíveis de serem movimentadas? E se assim o forem, como é possível compreendê-las e empreendê-las poeticamente? Em que medida: passado, presente e futuro, não são apenas dimensões espaços temporais apaixonadas por seus respectivos reflexos e por seus restos em eterno moto-contínuo?


 

Divulgação



TEXTO



PORTAS E PORTAIS


“Sou arquiteto de ideias,
carpinteiro de sonhos
E artista
Por imposição da minha alma”
“A abstração não é escolha aleatória,
é antes consequência e desenvolvimento
de um pensamento estético”
Um refugiado pode ser
qualquer um,
pode ser você ou eu,
a chamada crise de refugiados
é uma crise humana,
A refugee could be anybody.
it could be you or me,
the so-called refugee crisis
is a human crise”



Divulgação


 

SOBRE OTAMY


 

Erenilton Otamy é artista plástico, autodidata, Com 58 anos, brasileiro, nascido na cidade de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro. Desde jovem frequentava as galerias e livrarias, no intuito de aprender as técnicas e melhor entender os grandes mestres (Miró, Picasso, Salvador Dalí, Van Gogh). Sempre teve, inconscientemente, a convicção de ser artista, apesar de somente há poucos anos, estar realizando exposições. Sua arte é conceitual, tendo como objetivo ressignificar objetos do universo popular, esvaziando-os do seu sentido primeiro, para transformá-los em arte contemporânea. Considera-se um artista do mundo, pois sempre liga a arte com questões mundiais. Arquiteto de ideias, carpinteiro de sonhos e artista por imposição da própria alma.   

 

Instagram: @artistaotamy

 

 

Divulgação


EXPOSIÇÕES DO ARTISTA 


 

INDIVIDUAIS: 

 

• Janelas do Imaginário I / Biblioteca Municipal Leonel de Moura Brizola / Duque de Caxias 

• Janelas do Imaginário II / Casa de Cultura Nova Iguaçu / Nova Iguaçu 

• Os Invisíveis / Biblioteca Municipal Leonel de Moura Brizola / Duque de Caxias 

• Amostra de Arte Contemporânea / setembro 2021 São Cristóvão 

 

COLETIVAS: 

 

• UP Arte Contemporânea / novembro 2017 Casa da Cultura de Nova Iguaçu / Nova Iguaçu 

• Amostra de Arte da Baixada / 2013 Casa França Brasil / Centro RJ 

• Bandeiras de São João Ruas do Centro do Rio de Janeiro 

• Festival de Cinema / Biblioteca Parque (Av. Presidente Vargas – Centro RJ)  


 

Divulgação

 

SOBRE A TARTAGLIA ARTE



A Tartaglia Arte foi fundada em 1950 como um estúdio de pintura pelo artista Piero Tartaglia, então conhecido como Piery. Após alguns anos, criou um ponto de referência e encontro cultural com outros artistas e jovens talentos onde, sob a orientação do Mestre, desenvolveram seu estilo pessoal. A paixão avassaladora de Tartaglia  pela expressão pictórica com explosões de cor pura e contrastes violentos que tornam a tela viva, deu vida à Escola do Disgregacionismo.  Posteriormente fundou as Galerias, para exposição permanente de seus trabalhos e os de seus alunos, e que hoje são dirigidas pelo filho Riccardo.


O amor pela arte e uma visão cultural ampla são as peculiaridades deste grande artista, e representam sua herança moral e espiritual. Herança que continua sendo representada por Riccardo Tartaglia, que trabalha com a mesma seriedade e tenacidade na propagação da arte, através de exposições e eventos internacionais. Mas tudo com a assinatura de Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez (Membro da Academia de Belas Artes do Rio de Janeiro e Embaixatriz Cultural com Honoris Causa, pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina - Honra da Arte de Florianópolis), o que confere um atestado de credibilidade e sensibilidade criativa.



Site: 
tartagliaarte.org

Instagram: @riccardotartaglia @reginanobreztartaglia @tartagliaarte

Showroom Tartaglia Arte - Galeria 221 de Melinda Garcia - Shopping Cassino Atlântico

 

 

SERVIÇO:

 

Exposição: "Portas e Portais, Espaço - Tempo - Infinito "

Artista: Otamy

Instagram: @artistaotamy

Curadoria: Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez

Instagram: @riccardotartaglia @reginanobreztartaglia

Data de abertura: 17 de setembro  de 2022 - das 16h às 19h

Visitação: 20 de setembro a 03 de novembro de 2022

Realização: Tartaglia Arte e Centro Cultural Correios RJ

Site: www.tartagliaarte.org

Assessoria de Imprensa: Paula Ramagem

Instagram: @_paula_r_soares

 

Local: Centro Cultural Correios RJ -  3º andar - Salas 1 e 2 

Rua Visconde de Itaboraí, 20 - Centro - RJ

Tel: (21) 2253-1580

De terça a sábado, das 12h às 19h

Entrada: gratuita
Classificação: livre


Como chegar: metrô (descer na estação Uruguaiana, saída em direção a Rua da Alfândega); ônibus (saltar em
pontos próximos da Rua Primeiro de Março, da Praça XV ou Candelária); barcas (Terminal Praça XV); VLT (saltar na
Av. Rio Branco/Uruguaiana ou Praça XV); trem (saltar na estação Central e pegar VLT até a AV. Rio
Branco/Uruguaiana).
Informações: (21) 2253-1580 / E-mail: 
centroculturalrj@correios.com.br
A unidade conta com acesso para pessoas cadeirantes e limita a quantidade de visitantes, visando a não
aglomeração. 



Assessoria de Imprensa:

Paula Ramagem

Post a Comment

Sejam bem-vindos à Cellebriway.
A sua Revista Eletrônica

Postagem Anterior Próxima Postagem