Fato ou Fake? Fintech esclarece mitos e verdades do empréstimo pessoal

      Fato ou Fake? Fintech esclarece mitos e verdades do empréstimo pessoal


É preciso estar alerta para sinais de golpe, como exigência de rapidez no fechamento do contrato ou de garantia para liberação do dinheiro


Por: Rodrigo Bocatti


Divulgação


A crise econômica deixou muitos brasileiros sem emprego, sem renda e o número de famílias endividadas cresceu. Segundo levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do Serviço de Proteção ao Crédito, mais de 63 milhões de pessoas estavam negativadas no mês de julho no país, o maior número dos últimos oito anos e um crescimento de 8,7% em relação a julho do ano passado.

O atual cenário leva a um crescimento nos pedidos de crédito pessoal, que em 2021 já tiveram uma alta de 20% em relação a 2020, de acordo com uma pesquisa do Instituto Propague, em parceria com a Stone. Ganhou relevância ainda a atuação de fintechs que facilitam o acesso ao crédito, inclusive para negativados.

Para desmistificar esse serviço, Tulio Matos, sócio fundador da iCred, fintech criada para facilitar o acesso ao crédito e empréstimo pessoal, listou alguns mitos e verdades que podem deixar em dúvidas quem pensa em recorrer a essa solução para seus problemas financeiros. O especialista também traz dicas para evitar cair em golpes ou nas mãos de instituições não confiáveis. Confira:


Qualquer pessoa pode solicitar crédito pessoal?

Fato. O acesso ao empréstimo pessoal é para todos, inclusive pessoas negativadas nos serviços de proteção ao crédito podem solicitar empréstimos.

“A iCred faz uma análise aprofundada para saber como o interessado é em relação a pagamentos. Nem sempre a negativação representa atrasos ou inadimplência habituais. Ou seja, mesmo o negativado pode ter acesso a crédito para ajudar nas dívidas ou outras prioridades”, explica Túlio.


É necessário fazer um depósito de garantia para receber o empréstimo?

Fake. Muitas pessoas agem de má fé quando veem alguém necessitado. É nessas horas que, por desconhecimento, pode-se cair em golpes. Falsas instituições ou profissionais pedem uma ‘garantia’ para liberar o dinheiro solicitado e esse deve ser um sinal de alerta máximo para quem busca um empréstimo.

“Sempre desconfie se quem estiver fazendo seu atendimento exigir rapidez para fechar o contrato ou qualquer garantia para liberar os recursos. A crise afeta muitas pessoas e há malfeitores que se aproveitam do desespero de quem precisa de dinheiro para obter vantagens. Além da atenção a exigências duvidosas, leia todo o contrato para saber o que está contratando”, alerta o sócio fundador da iCred.


A aprovação de crédito é demorada? 

Fake. A transformação digital, como não poderia ser diferente, também chegou às solicitações de crédito. Os pedidos de empréstimo podem ser feitos pela internet, deixando a transação muito mais célere e prática.

“É uma facilidade a pessoa não precisar ir em uma agência bancária e ficar apreensiva se irá conseguir ou não. A transação por completo pode ser digital. Na iCred, os pedidos são feitos online e aprovados em até três minutos, um tempo recorde no mercado. Além disso, com a solicitação confirmada, o dinheiro cai na conta do cliente em qualquer dia e hora, via Pix”, explica Túlio. 


O valor do empréstimo pode ser utilizado livremente?

Fato. Quando alguém pede um empréstimo, não é necessário explicar como vai usar o dinheiro. “A partir de levantamentos, sabemos que boa parte dos empréstimos são buscados para o pagamento de dívidas. Mas em nenhuma hipótese, deve-se exigir o motivo do empréstimo como condição de análise e liberação de crédito. Cada pessoa tem um desejo ou necessidade e todos são legítimos”, pontua o executivo.


No empréstimo online, é possível evitar fraudes?

Fato. Muitos sites não confiáveis procuram brechas para aplicar golpes em pessoas que precisam de dinheiro. Mas é possível se proteger e evitar fraudes, buscando instituições confiáveis e verificando a segurança da plataforma a partir de alguns cuidados. 

“É importante evitar o acesso a endereços suspeitos, que possam roubar dados. Uma dica que posso dar é que, no início do endereço de um site, confira se a sigla é a https, pois a letra s significa que o site adota protocolos de segurança reconhecidos e é seguro. Além disso, um cadeado ao lado do endereço, caso ele esteja fechado, sinaliza que os dados na página são criptografados”, finaliza Tulio.


Sobre a iCred:

Fintech criada no começo de 2022 para facilitar o acesso ao crédito e empréstimo pessoal. Com apenas seis meses de operação, a empresa já antecipou quase R$200 milhões. A aprovação do cadastro de cada usuário é feita em até três minutos, com dinheiro rapidamente liberado via PIX. Oferece uma linha de crédito para antecipação do FGTS e incluirá, até o fim do ano, o INSS e Auxílio Brasil. 


Post a Comment

Sejam bem-vindos à Cellebriway.
A sua Revista Eletrônica

Postagem Anterior Próxima Postagem