Qual o sentido da vida

               



SAÚDE TOTAL

CONVERSAS PSICANALÍTICAS COM O DR. EDUARDO BAUNILHA

Qual o sentido da vida

Talvez o questionamento mais feito nesta Terra seja: qual o sentido da vida?

Com certeza todos nós já fizemos esta pergunta para nós mesmos, não sabendo que a dificuldade em encontrar uma resposta está na própria formulação dela. O certo, filosoficamente falando, seria: qual o sentido de sua vida? O que faz sentido para você?

Quantos de nós buscamos um sentido para a vida nas coisas externas. Apostamos em estudos, compramos carros e casas, apartamentos e barcos, tornamo-nos amigos de pessoas influentes, fazemos altos seguros de vida somente para construir um sentido para a vida que, na verdade, não encontramos.

E sabe por que não encontramos? Porque o sentido da nossa vida está dentro de nós mesmos e é muito subjetivo.

Tem a ver com seus gostos, com sua forma de agir, com a maneira com que você se sente feliz e tranquilo no mundo e, isso só você mesmo pode entender, mais ninguém.

Na verdade, a resposta para esta pergunta está na autoanálise. Você precisa se conhecer melhor. Entender como você funciona no mundo. Apaixonar por você mesmo. Se olhar no espelho e se considerar a pessoa mais linda do planeta. E você só conseguirá fazer isso se aprender a valorizar tudo o que faz. Validar suas potencialidades. Acreditar no que pode e poderá fazer. Assim, você sentirá que é muito importante, mesmo que ninguém diga.

É imperativo também ter atitudes corajosas. Não ter medo de errar. Entender que as falhas contribuem para que sejamos verdadeiramente humanos e nos ensinam a crescer. Mudar de atitude quando todos pensam diferente. Viver conforme sua verdade.

Pensar na vida como se fosse a construção de uma narrativa fílmica. Antes quase tudo pode ser pensado, mas durante o processo quanta coisa é alterada, acrescentada, perdida, descartada. Para cada cena que vai ao ar, horas de ensaio são empreendidas e mesmo assim, quantos erros acontecem enquanto estão gravando. Depois de tudo gravado, outros movimentos são necessários. Cor, luz, música, movimento. O resultado final fica perfeito apesar de o processo ter sido muito trabalhoso. Cansa, entristece, alegra, mas traz orgulho. No final de tudo, faz sentido.

Um fortíssimo abraço para você. Até a próxima!


Post a Comment

Sejam bem-vindos à Cellebriway.
A sua Revista Eletrônica

Postagem Anterior Próxima Postagem