Consultor e Empresário Rodrigo Almeida Especialista Explica a Construção de Reputação Para Executivos e Profissionais

Foto de divulgação 

Relações Públicas destaca etapas essenciais para quem quer se destacar no mercado, frente aos desafios corporativos e sociais. 

Investir no desenvolvimento de ativos intangíveis pode parecer, no primeiro momento, algo incerto, ousado e de grande risco para profissionais e organizações. Dividido nos segmentos de marca, propriedade intelectual, pesquisas e patentes, dados do estudo Intangible Asset Market Value Study, concluíram que os ativos intangíveis representam hoje cerca de 85% do valor das organizações.

Para além das empresas, corporações e grandes marcas, profissionais liberais e executivos estão atentos e descobrindo na prática o poder no investimento em marca pessoal. Relevante para ascensão de carreira, abertura de novos negócios, reposicionamento profissional, reconhecimento e trânsito social, a marca de um profissional/executivo – ou seja, a forma como ele/a é visto(a) e reconhecido(a) quanto às suas habilidades e diferenciais -, tornou-se fundamental em ambientes mercadológicos e altamente competitivos.

Relações Públicas e Mestre em Gestão, o consultor e empresário Rodrigo Almeida tem atendido ao longo dos anos, dezenas de profissionais que buscam posicionamento e reposicionamento de imagem em ambientes sociais e corporativos. “Normalmente são executivos e/ou profissionais liberais que convivem em ambientes de alta competitividade e perceberam que suas carreiras já estão maduras o suficiente para construir uma imagem e reputação”, explica.

Diferente da autopromoção, o investimento em marca pessoal é estratégico e planejado, mediante reconhecimento de cenários, expectativas, projeções a longo prazo, contextos socioculturais e etapas de ação, proporcionando crescimento sólido na construção de uma imagem e reputação social/profissional.

“Para investir em marca pessoal de forma qualificada, principalmente com o auxílio de um especialista na área, é preciso que o/a profissional e/ou executivo já possua uma maturidade na carreira, com experiências, networking e ‘paciência’ para o cumprimento das etapas de identificação da imagem projetada x percebida, reposicionamento, articulação, gerenciamento e monitoramento desse ativo intangível”, destaca Rodrigo Almeida.

Exigindo alinhamento entre as comunicações e práticas on e off, é essencial que o profissional possua um acompanhamento externo, oferecendo pesquisas, ferramentas de controle e consultoria especializada em relações públicas e branding.

Post a Comment

Sejam bem-vindos à Cellebriway.
A sua Revista Eletrônica

Postagem Anterior Próxima Postagem