A desconexão

                



SAÚDE TOTAL

Conversas psicanalíticas com o Dr. Eduardo Baunilha

A desconexão

Bruce Perry, renomado psiquiatra infantil e neurocientista é categórico: “A desconexão é uma doença”.

Visitando uma tribo Maori, afim de estudar como eles lidavam com o trauma, Dr. Perry teve ensinamentos que o levaram a enfatizar ainda mais a proposição citada no primeiro parágrafo de nosso artigo.

Os indígenas não traçaram caminhos teóricos para ele entender o que acontecia, mas o levou para conhecer como eles conviviam. Todos estavam juntos: bebês, crianças, adolescentes, jovens e adultos, em quase todas as atividades do dia.

Entendiam que as doenças que temos com todas as suas classificações, fazem parte de um combo único e que, para entende-las, precisamos conhecer a história de nossos ancestrais.

Estes povos foram impactados por traumas históricos e havia entre eles problemas como os nossos: depressão, suicídio, alcoolismo, violência doméstica e desemprego.

Porém o que ficou muito patente para Bruce Perry foi o fato de que tratavam tudo isso com sincronia e conexão.

O senso de pertencimento advindo da conexão faz com que sejamos mais resilientes. E quando falo em comunhão, não necessariamente entendo que esta precisa estar relacionada a ligações harmoniosas.

Bruce Perry relata que as discussões, seguidas de conversas e resoluções também criam em nós resiliência.

E diante disso não é de se esperar que estamos em uma sociedade tão adoecida. Vivemos numa crescente desconexão, o que nos faz sentir mais ansiedade e depressão, problemas com sono e uso indiscriminado de medicamentos.

Para confirmar nossa assertiva, um estudo feito por uma equipe de Harvard, chegou à conclusão que um dos fatores principais envolvidos na depressão é a desconexão.

Lembra da receita do povo Maori para a cura de muitas doenças? O senso de pertencimento que temos por meio da conexão.

Temos muitos estressores para enfrentar: O barulho de buzina de carros, músicas, apitos, freadas, discussões e falatórios. Isso sem dizer dos desafios do trabalho, doenças, perdas e dificuldades conosco mesmo. Tudo isso faz com que nosso sistema interno fique constantemente em vigilância, aumentando ainda mais o estresse.

Para regular os desafios que este mundo barulhento e cheio de percalços nos oferece, é necessário sair da desconexão e nos aliar a pessoas que podem nos proporcionar momentos bons, saudáveis.

Um abraço fortíssimo para você!


Post a Comment

Sejam bem-vindos à Cellebriway.
A sua Revista Eletrônica

Postagem Anterior Próxima Postagem