O pensar negativamente

                 



SAÚDE TOTAL

Conversas psicanalíticas com o Dr. Eduardo Baunilha

O pensar negativamente

Buda deixou escrito um pensamento muito pertinente para nossa reflexão: “o segredo da saúde mental e corporal está em não se lamentar pelo passado, não se preocupar com o futuro, nem se adiantar aos problemas, mas viver sábia e seriamente o presente”.

É justamente o que discutiu Neury Botega, um excelente psiquiatra, numa live que assisti recentemente. O pesquisador disse que a vivência com o presente deve ser nossa maior preocupação, pois focar no passado ou no futuro somente nos causa angústia.

Muitas vezes passamos um bom tempo da vida rememorando e sofrendo pelo que passou ou projetando situações que nem temos certeza de que acontecerão. Enquanto isso, o presente está sendo engolido e mal vivido.

E por que fazemos isso? Porque passamos muito tempo pensando a respeito dos problemas da vida. Esta prática, cada vez mais presente na vida moderna, pois esta oferece muitas demandas, acaba se tornando um círculo vicioso que traz para nossas vidas muitas adversidades.

Todavia, se você parar para pensar se vale a pena perder tanto tempo nestes pensamentos, verá que tal prática, dificilmente nos incita a uma ponderação positiva, pois raramente uma pessoa que pensa demais, se detém em situações boas. E o que é mais inquietante é que o vício da preocupação, se se tornar um hábito, não é vencido da noite para o dia.

Além do mais, preocupar-se muito, pode fazer com que você desenvolva o que chamamos de transtorno de ansiedade generalizada, que vem acompanhada de sintomas como fadiga, inquietação, irritabilidade, dificuldade de se concentrar, problemas com o sono e tensão muscular.

Mas o que fazer então?

O primeiro passo é avaliar a qualidade de nossos pensamentos e se perguntar: por que é importante pensar nisso? Por que ou para que estou pensando desta maneira? Tais pensamentos estão me ajudando ou limitando minha existência?

O exercício da ponderação é imprescindível para o autoconhecimento e, consequentemente para nos aliviar de atitudes compulsivas negativas.

Conversar com um analista também é uma boa dica. Estar diante de um profissional que utilizará de manejos de forma a ajudar você a encontrar caminhos mais saudáveis para minimizar a compulsão de pensar negativamente é um caminho muito interessante.

Ocupe seu tempo com o que é positivo para você. Ações positivas são oriundas de pensamentos positivos. Exercício de respiração e meditação é muito bom também.

Um abraço fortíssimo para você!


2 Comentários

Sejam bem-vindos à Cellebriway.
A sua Revista Eletrônica

  1. Texto muito bom, irei trabalhar com roda de conversa com meus alunos.

    ResponderExcluir
  2. Viver bem o presente para ser feliz no futuro

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sejam bem-vindos à Cellebriway.
A sua Revista Eletrônica

Postagem Anterior Próxima Postagem