Após 2 anos, a Feira das Yabás retorna neste domingo, dia 12 de dezembro, prometendo emocionar o público

 

“Roda de Samba do cantor Marquinhos de Oswaldo Cruz recebe Rildo Hora”

 

“Feira das Yabás: território e pertencimento.


 

Considerada por diversos órgãos de comunicação “uma das 10 coisas mais cariocas”, a Feira das Yabás é o retrato de um Rio de Janeiro que, algumas décadas atrás, muitos achavam que não existia mais. No bairro de Oswaldo Cruz, na grande Madureira – que Marquinhos de Oswaldo Cruz define como - “uma espécie de África no coração da cidade maravilhosa” – tradição é algo que se passa de geração a geração. Todos que por lá passaram, carregam de uma forma ou de outra a alma desse lugar sagrado de nossa cultura, principalmente no campo das artes. Assim, levam o seu lugar para o mundo.

Pensando nessa espécie de “rito de passagem”, a Feira das Yabás, que estará de volta após 2 anos, vai contar e encantar falando da magia que esse território sagrado nos proporciona.

Na abertura, jovens de uma nova geração da região, todos escolhidos a dedo por Marquinhos de Oswaldo Cruz, farão uma viagem poética e musical no tempo e no coração. Reviverão os regionais, que tocavam alegrando e fazendo bailes nas festas das casas suburbanas. Já a mais tradicional roda de samba da cidade, a da Feira das Yabás, comandada por Marquinhos de Oswaldo Cruz, fará um passeio pelas músicas das tradicionais comunidades de samba da cidade. Estácio será interpretado por Márcio Wanderlei, Mangueira por Nina Rosa, Serrinha por Lazir Sinval, e Oswaldo Cruz, é claro, por Marquinhos, que trará como convidado especial alguém que foi criado e formado pelas tradições da região da Grande Madureira: o Maestro Rildo Hora.

Para quem estava com saudades de um samba ao ar livre, com uma gastronomia de primeira qualidade, já pode convocar os amigos para este delicioso reencontro neste domingo em Oswaldo Cruz, na Praça Paulo da Portela, a partir das 13h.

O evento terá transmissão ao vivo pelo canal oficial de Marquinhos de Oswaldo Cruz: https://www.youtube.com/channel/UCbB0f_ugegYiN-2jrnGW8OA - Marquinhos de Oswaldo Cruz.



A produção pede que, mesmo com o DECRETO RIO Nº 49692 DE 26 DE OUTUBRO DE 2021 em vigor, que libera e flexibiliza o uso de máscaras em espaços abertos, os frequentadores da Feira das Yabás continuem tomando todos os cuidados contra a covid-19 e usando máscaras. De acordo com Marquinhos de Oswaldo Cruz, o cuidado consigo e com os outros é um ato de amor à vida.

Além da boa música, o público ainda aproveita para experimentar a culinária típica do subúrbio carioca e pratos de origem africana, nas 16 barracas expositoras, sob o comando das matriarcas das famílias mais importantes e tradicionais da região de Oswaldo Cruz: um imenso restaurante a céu aberto. Entre as muitas opções, está o mocotó da Tia Surica, baluarte da Velha Guarda da Portela.

Uma das refeições mais concorridas é a rabada com batata da barraca da Dona Neném. Neide Santana serve feijoada de camarão. Já na barraca da Jane Carla você encontra o cozido de peixe. A expositora Romana vai de carré com couve à mineira à moda carioca. Bobó de camarão é o prato da barraca da Jussara e na barraca da Selma Candeia, filha do sambista Candeia, a gostosura é abóbora com carne seca.

A combinação de peixe frito, molho de camarão, pirão e arroz fica sob a responsabilidade da Tia Nira. Já a barraca da Tia Edith oferece macarrão com carne assada. Vera Caju encanta com o seu cozido. Rosimeri Cruz serve a deliciosa galinha com quiabo e Jane Pereira arrasa com seu famoso jiló frito. A barraca da Rosângela Maria serve a tripa lombeira e a da D. Marlene a feijoada.

E, se você ainda não estiver satisfeito, pode experimentar a vaca atolada da Tia Natércia e da Sueli. Para arrematar, as expositoras Vera de Jesus e Janaina de Jesus, preparam doces deliciosos.

 


Quando: Domingo, 12 de dezembro de 2021.

Hora: a partir das 13h.

Local: Praça Paulo da Portela, Oswaldo Cruz - Rio de Janeiro.

Evento gratuito.

Mais informações: 21 - 97036-4543.

Classificação: Livre.

 

Por: Clilton Paz.

Fonte: Enildo do Rosário (Viola).

Fotos: Divulgação \ Marcos Pinto.

 

 

 

 

Post a Comment

Sejam bem-vindos à Cellebriway.
A sua Revista Eletrônica

Postagem Anterior Próxima Postagem