Arquivos e fitas da extinta Rede Manchete são arrematados em leilão

 

Especialistas sobre o assunto observam o valor histórico e "inestimável" do material produzido pela Rede Manchete que encerrou suas atividades, em 1999.


 

Os historiadores sobre televisão afirmarão e confirmarão a importância da Rede Manchete, no processo de formação e solidificação das telenovelas. É da extinta emissora, obras como: Kananga do Japão, Xica da Silva e Pantanal, entre outras. Na última quinta-feira (14 de outubro), a marca da Rede Manchete e o arquivo que somam mais de 25.000 fitas foram arrematados por R$ 500,5 mil, em leilão on-line encerrado.

Um empresário desembolsou a quantia e arrematou as fitas de telenovelas como também a marca da Manchete. Amada por muitos, principalmente os sambistas a Rede Manchete, entre os anos de 1980\90 foi responsável por realizar os desfiles das escolas de samba voltado e valorizando os sambistas. Comentaristas como Fernando Pamplona, Ricardo Cravo Albin e Sérgio Cabral (o pai) faziam comentários pertinentes e apaixonados sobre o Carnaval.

Segundo o que foi publicado na coluna do Flávio Ricco, do Portal R7, o material arrematado foi dividido em três lotes: a marca da extinta emissora, registrada no Inpi, o arquivo de fitas de telenovelas e minisséries e outro arquivo com fitas de programas diversos como jornalísticos e infantis.

Ao garantir as fitas e o nome “Rede Manchete”, o novo proprietário acendeu uma possível luz de possibilidades de que o canal possa voltar na TV paga. E quem sabe programas sobre Carnaval. Quem não se lembra dos bailes de carnaval e dos desfiles de fantasia do Hotel Glória e do Theatro Municipal do Rio de Janeiro?



Alguns bailes carnavalescos tradicionais ainda existem, como é o caso do “Baile do Copa”, mas os desfiles de fantasia ... Estes sim, tiveram uma queda grande. A não ser por uma pessoa, um estrangeiro apaixonado pelo Carnaval, um francês.

Alexis de Vaulx, em 2020, realizou um desfile de Fantasias de Luxo no salão nobre do Fairmont Hotel, em Copacabana. Os desfiles de fantasias, realizados nos anos 50 até meados da década de 1970, eram tão exuberante e concorridos que disputavam a atenção do folião e as manchetes dos jornais com os bailes de salão e os grandes desfiles das escolas de samba, no Rio de Janeiro. E o que tudo indica é que, para 2022, teremos mais uma edição desse luxuoso desfile de fantasias.

 Alexis que é sócio-diretor na empresa Incentivo Brasil fará mais uma façanha. Pretende mais uma vez trazer inovação ao Carnaval do Rio de Janeiro. Para 2022, Alexis levará o Mirante da Rocinha, para a Marquês de Sapucaí. Isso porquê o empresário, por meio de uma proposta inclusiva, pretende fortalecer a função democrática e social, bem como o de ampliar o repertório cultural, turístico e gastronômico do Camarote +Brasil.

O empresário é o responsável também, pela exposição de Fantasias do Carnaval do Rio, que acontecerá no dia 03 de dezembro de 2021, no Centro Nacional de Figurino de Cena (CNCS), em Moulins (Allier), Fança.

 


Texto: Clilton Paz.

Fotos: Veja São Paulo \ 

 

 

 

Post a Comment

Sejam bem-vindos à Cellebriway.
A sua Revista Eletrônica

Postagem Anterior Próxima Postagem