SAÚDE MENTAL


Conversas psicanalíticas com o Dr. Eduardo Baunilha


Foto de arquivo pessoal



Êxito ou triunfo?

Existe uma lenda que conta a história de um imperador que desejava muito conquistar uma cidade. Para alcançar tal fim, incitou uma guerra de grande morticínio para ambos os lados.  Todavia, ao se perceber rodeado de cadáveres, e com a vitória nas mãos, se deu conta de que todo o esforço depreendido foi em vão, pois a conquista teve um valor emocional insignificante.

Todos desejamos ter conquistas na vida profissional, assim como o imperador queria ter mais poder conquistando uma nova cidade. Mas quando esses desejos tornam-se o ponto central de nossas existência, roubando dela toda  energia e o contato com a família, parentes e amigos, devemos acionar o sinal de alerta, pois algo não está indo muito bem.

O seguir em frente é uma placa que devemos constantemente obedecer. Olhar para trás ou pelo retrovisor, somente quando temos que pegar outra rota, tornando-se necessária esta ação. Sendo assim estar com os olhos fitos no fim da jornada é imperativo.

Porém, seguir em frente, olhar fixo o alvo, significa dar atenção a algumas paradas ao longo do percurso. O seguir em frente, neste sentido, não significa avançar sem parar, pois existem muitas responsabilidades e prioridades envolvidas nesse caminho.

Obter uma vida financeira satisfatória e tranquila é um sonho. Todos querem ter uma vida isenta de preocupações com relação a falta de dinheiro para o pagamento de contas no final do mês. Mas apenas esta conquista não é tudo. É necessário criar vínculos afetivos no trabalho, nos lugares onde frequentamos e, sobretudo com a família.

Como comentei acima, buscar apenas e freneticamente ser bem sucedido financeiramente pode ser um sinal de que estamos tentando buscar uma maneira de lidar com uma falta que, com todo o dinheiro do mundo conseguido, não seremos capaz de preencher.

Sendo assim, precisamos buscar entender o que nos falta, problematizando sempre: Por que preciso agir assim comigo? É necessário que eu tenha tanto? para quê? O que estou conseguindo está me deixando mais feliz ou mais ansioso e preocupado?

Tais perguntas nos farão olhar para dentro de nós para tentar entender o que está acontecendo. Este exercício de reflexão nos ajudará a buscar um melhor caminho para elaborarmos as dúvidas e, assim, termos uma vida um pouco menos atribulada no dia a dia.

Lembre-se, triunfo é bem diferente de êxito. O triunfo do imperador não trouxe para ele felicidade. O êxito, todavia, pode ser alcançado nas pequenas ações, nas conquistas mais simples da vida. O triunfo está relacionado a guerras, competições, enquanto o êxito tem uma consonância com o esforço, com a satisfação e com o bom sucesso.

Que você tenha muito êxito na vida. Um grande abraço.


Post a Comment

Sejam bem-vindos à Cellebriway.
A sua Revista Eletrônica

Postagem Anterior Próxima Postagem